Retro-aranha: melhoria da capacidade de intervenção nas ações de recuperação da floresta autóctone em áreas de montanha

Associação Cabeço Santo

Só quem já participou em acções voluntárias de plantação de árvores em terreno não mobilizado, com matagal e raízes de eucalipto, sabe como é difícil e fisicamente exigente a operação de mobilização inicial do solo realizada com ferramentas manuais – principalmente picaretas – e como, mesmo assim, muitas vezes não se conseguem criar as condições óptimas para a jovem plantinha, frágil e de raízes pouco desenvolvidas, se ancorar com sucesso e vencer as vicissitudes da sobrevivência, mesmo com os cuidados básicos posteriores. Muitos voluntários do Projecto Cabeço Santo tiveram essa experiência e confirmaram isso mesmo com os seus próprios braços.

A pensar no esforço desses voluntários, mas também na produtividade do trabalho de plantação e no sucesso de uma operação que, no momento em que a plantinha é deixada no terreno, teve já um grande investimento a vários níveis, um grupo de activistas e profissionais da floresta, encabeçados pelo responsável…

View original post 402 more words

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s