A jornada de 14 de Maio

Recuperação ecológica do Cabeço Santo

A última jornada voluntária teve contornos inesperados. Logo para começar, as previsões meteorológicas não eram muito seguras: aguaceiros fracos de manhã, apenas céu nublado à tarde. Mas, numa perspectiva optimista, também eram do melhor que se podia encontrar entre as previsões das últimas duas semanas: tínhamos de arriscar. E assim foi: com cinco voluntários prontos, o número ideal para uma deslocação em exclusivo na carrinha de trabalho, pouco depois das 9:30h já nos encontrávamos a caminho do Vale de Barrocas pelo antigo caminho de acesso a Belazaima-a-Velha. Mas logo aqui começaram a acontecer “coisas”: vários eucaliptais têm sido cortados na zona, e o caminho tem sido utilizado para deslocar cargas de madeira naqueles tractores de rodas enormes. Resultado: o caminho estava um imenso lamaçal. Primeiro ainda se tentaram todos os recursos da carrinha: tracção às quatro, baixa velocidade… Mas finalmente nem assim: quando a pendente aumentou um pouco a carrinha…

View original post 723 more words

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s